5 conselhos para combater a anemia

Saiba o que deve fazer - e comer - para prevenir ou ultrapassar a anemia.
Publicado por: CUF em 24 de Novembro 2015
Tags: anemia , cansaço , fadiga , falta de energia , ferro , glóbulos vermelhos , vitaminas
5 conselhos para combater a anemia

Estima-se que aproximadamente um quarto da população mundial sofra de algum tipo de anemia, uma doença resultante da diminuição de glóbulos vermelhos no sangue. Como é nestes glóbulos que se encontra a hemoglobina, que assegura o transporte do oxigénio desde os pulmões até às várias partes do corpo, a sua diminuição provoca uma insuficiência de oxigénio no corpo, o que por sua vez desencadeia os vários sintomas da anemia.

 

O mais frequente destes sintomas é uma sensação generalizada de fadiga. No entanto, a anemia pode manifestar-se de diversas outras formas:

  • Falta de força;
  • Tonturas;
  • Dores de cabeça;
  • Palidez;
  • Distúrbios de sono;
  • Distúrbios de apetite;
  • Perturbações na concentração;
  • Baixa tensão arterial;
  • Ritmo cardíaco acelerado;
  • Unhas quebradiças.

 

O tratamento da anemia depende largamente da sua causa, mas passa sempre pela normalização dos elementos em falta no organismo (nomeadamente através da reposição de ferro ou vitaminas), de forma a permitir que este recupere os níveis normais de glóbulos vermelhos e hemoglobina no sangue.

 

1. Adote uma dieta rica em ferro

Estima-se que 90% de todos os casos de anemia resultem da falta de ferro. O ferro é um dos principais constituintes da hemoglobina e, sem este, o organismo é incapaz de a produzir nas quantidades necessárias. Para prevenir esta insuficiência, assegure-se que a sua dieta inclui alimentos como carne vermelha, peixe, feijão, gema de ovo e frutos secos.

 

2. Corrija as insuficiências vitamínicas

Nem só da falta de ferro se faz a anemia. A produção constante de glóbulos vermelhos também depende de nutrientes como vitamina B12 ou ácido fólico. Se tiver anemia por carência de uma destas vitaminas, é importante que as incorpore na sua alimentação diária. A vitamina B12 pode ser encontrada em alimentos como fígado, ostras, marisco ou ovos; o ácido fólico, por sua vez, existe em níveis elevados em brócolos, espargos, couve-de-bruxelas e outros vegetais de folhagem verde. Pode ainda recorrer a suplementos vitamínicos, injeções ou comprimidos.

 

3. Aumente o consumo de vitamina C

Embora não contribua de forma direta para a produção de hemoglobinas, a vitamina C ajuda na absorção do ferro, tornando-o mais disponível sempre que se liga a este. Para evitar a anemia por carência de ferro, assegure-se que consome (também) alimentos ricos em vitamina C, como citrinos, brócolos ou morangos.

 

4. Evite a cafeína

Se a vitamina C contribui para uma maior absorção do ferro, a cafeína pode ter precisamente o efeito contrário. Evite, por isso, beber café, chá e refrigerantes. Também as bebidas alcoólicas ou o cálcio (em demasia) podem ser prejudiciais à absorção de ferro por parte do organismo.

 

5. Faça um hemograma

Se suspeita que pode ter anemia, deve consultar o seu médico assistente a fim de esclarecer as dúvidas. O diagnóstico é, na maior parte dos casos, alcançado através de uma simples análise ao sangue (hemograma), isto embora possam depois ser necessários exames adicionais para identificar a causa da anemia. É fundamental que se conheça a causa de modo a tratar a anemia da forma mais adequada.

 

Sabia que...

As grávidas necessitam de uma quantidade mais elevada de ferro no organismo, pelo que a alimentação pode não ser, por si só, suficiente para a suprir. Neste caso, poderá ser necessário recorrer a suplementos de ferro. Outros grupos que, por razões semelhantes, correm risco de desenvolver anemia são as crianças e os adolescentes em fase de crescimento.

 

Artigo relacionado

Anemia