8 hábitos para se proteger de fungos nas unhas

Unhas amarelas e quebradiças, doridas e com comichão pode significar infeção por fungos. Os fungos nas unhas podem comprometer o nosso bem-estar e a aparência dos pés. Saiba como pode evitá-los.
Publicado por: CUF em 02 de Agosto 2019
Tags: unhas , fungos , mãos , pés , calçado
Unhas dos pés com fungos

Quem já teve fungos nas unhas dos pés, sabe que este problema é incomodativo e, em casos graves, até o uso de sapatos pode provocar dor, além de ser esteticamente desagradável. Afinal, a aparência das unhas torna-se amarelada ou acastanhada e tornam-se frágeis e quebradiças, podendo até partir-se, levantar ou cair. A boa notícia é que evitar este cenário está ao seu alcance e há uma coisa que deve ter em mente para traçar a estratégia de defesa: os fungos são muito contagiosos. Conheça aqui oito medidas que pode facilmente colocar em prática no seu dia a dia para prevenir os fungos nas unhas dos pés.

 

1. Mantenha as unhas curtas

Não deixe que o comprimento das unhas ultrapasse a ponta dos dedos. Assim, evita a acumulação de sujidade por baixo da unha e diminui o risco de lesões. Corte-as a direito para mantê-las fortes e evitar que encravem. Além disso, nunca remova as cutículas: elas estão lá para atuar como barreira contra as infeções.

 

2. Limpe e seque bem os seus pés

Lave os seus pés com água e sabão todos os dias e seque-os bem, não esquecendo a zona entre os dedos. Troque de meias diariamente ou sempre que sentir os pés transpirados, por exemplo, após uma caminhada ou ida ao ginásio.

 

3. Use sapatos adequados

Na altura de escolher o calçado, deve optar por sapatos que não toquem nas unhas dos pés e que não sejam demasiado apertados, deixando o seu pé “respirar”. Prefira sapatos de cabedal e meias eficazes para manter os pés sem humidade.

 

4. Prefira calçado "com respiração"

Os fungos "adoram" o calor e humidade, como os sapatos transpirados. Sempre que possível opte por sandálias e vá alternando as suas escolhas de sapatos ao longo dos dias para que estes tenham oportunidade de arejar antes de os voltar a calçar.

 

5. Recorra a sprays e pós antifúngicos

Quando necessário, aplique-os dentro dos seus sapatos e nas suas meias para controlar a transpiração, que favorece o aparecimento de infeções fúngicas. Esta estratégia é especialmente importante quando o tempo está quente e antes da prática de exercício físico.

 

6. Evite andar descalço em locais públicos

Como piscinas ou balneários. Sempre que estiver num destes locais (até mesmo quando toma o seu duche) é importante usar chinelos, como os "de enfiar o dedo" pois os fungos podem causar pé de atleta, micoses e outros problemas de pele.

 

7. Não partilhe objetos que toquem nos seus pés

Nunca use os sapatos de outra pessoa nem empreste objetos como corta-unhas ou tesouras. Sempre que for a um salão de beleza, esteja atento e certifique-se de que os profissionais desinfetam todos os instrumentos que vão utilizar nos seus pés.

 

8. Evite o uso de verniz

O verniz ou as unhas falsas podem levar à acumulação de humidade, favorecendo o crescimento de fungos nas unhas dos pés. Além disso, pode camuflar o fungo, pois, como a unha está coberta de verniz, não se apercebe que a sua aparência está alterada.

 

Se detetar algum problema...

É importante que examine os seus pés e unhas regulamente. Se detetar alguma alteração a nível da cor ou textura da unha, consulte o seu médico dermatologista. É importante que o tratamento seja iniciado o mais cedo possível.

Quando o diagnóstico é precoce, os fungos das unhas podem ser tratados com cremes, loções, géis ou vernizes antifúngicos. Contudo, a maior parte das infeções fúngicas nas unhas requerem a prescrição de medicamentos antifúngicos. Atualmente estão também disponíveis tratamentos com laser.