Como viver com a menopausa sem alterar as suas rotinas (Slideshow)

Os sintomas experienciados com a chegada da menopausa podem ter um grande impacto no bem-estar das mulheres. Conheça algumas táticas para ultrapassar esta fase.
Publicado por: CUF em 06 de Maio 2016
Tags: afrontamentos , menopausa , osteoporose , secura vaginal , sono

As possíveis consequências da menopausa

A menopausa traz, na maior parte dos casos, mudanças significativas à vida de uma mulher. Por um lado, esta deixa de poder engravidar, porque o seu período menstrual cessa; por outro, é afetada por alterações hormonais que desencadeiam os mais diversos sintomas: afrontamentos, problemas vaginais e urinários, distúrbios de sono, alterações psicológicas e alterações corporais.

Como lidar com os afrontamentos

O sintoma mais comum da menopausa, afetando entre 60 e 80% das mulheres, são as perturbações vasomotoras, mais conhecidas como "afrontamentos". Consistem estes em imprevisíveis e inexplicáveis ondas de calor intercaladas com arrepios de frio. Para reduzir o seu impacto, evite alimentos demasiado condimentados, salgados ou açucarados e ainda bebidas com álcool ou cafeína, mantenha-se hidratada e evite tecidos sintéticos e roupas apertadas.

Como lidar com os problemas vaginais e urinários

Durante a menopausa, as paredes da vagina tornam-se mais secas, podendo provocar irritações e dores durante as relações sexuais e aumento do risco de infeções urinárias. O problema afeta a libido da mulher, sendo ainda uma causa potencial de ansiedade. Estas situações podem, no entanto, ser combatidas com a utilização de lubrificantes vaginais, contracetivos de baixa dosagem ou, em alguns casos, terapêutica hormonal de substituição.

Como lidar com os distúrbios do sono

Estima-se que 61% das mulheres na menopausa tenham dificuldade em adormecer ou em manter um sono descansado. Alguns medicamentos, nomeadamente antidepressivos, podem ajudar a evitar as insónias, mas devem ser complementados com outras medidas. Mantenha o seu quarto fresco e bem ventilado, use roupas largas e confortáveis, evite a cafeína e mantenha um horário de sono regular, evitando as sestas durante o dia.

Como lidar com as alterações psicológicas

A menopausa pode ainda ter um impacto profundo a nível psicológico, originando alterações de humor e afetando a memória e a capacidade de concentração. É uma resposta do organismo não apenas às mudanças hormonais, mas à ansiedade provocada pelas outras perturbações. Para não se deixar afetar, aprenda a relaxar: respire de forma profunda e pausada, descontraia os músculos, mantenha uma atitude positiva, pratique atividades estimulantes e aprenda a recusar tarefas desgastantes.

Como lidar com as alterações corporais

Os níveis reduzidos de estrogénio provocados pela menopausa também têm consequências a nível físico. A pele pode perder elasticidade e envelhecer de forma mais acentuada. São ainda prováveis o aumento de peso e as queixas articulares. Para o evitar, pratique exercício físico, adote uma dieta alimentar equilibrada e saudável, mantenha a pele hidratada, use protetor solar e evite produtos que possam aumentar a secura da pele.

Proteja-se da osteoporose

A menopausa aumenta o risco da ocorrência de osteoporose, uma doença que torna os ossos mais frágeis, quebradiços e vulneráveis a fraturas. Marque uma consulta com o seu médico. Este poderá solicitar que realize uma densitometria óssea e ajudá-la a perceber como se pode proteger da doença.