5 razões para evitar a desidratação

Diariamente, perdemos uma grande quantidade de água. Para evitar a desidratação e assegurar o bom funcionamento do nosso organismo, temos de repor essas perdas. Saiba como.
Publicado por: CUF em 14 de Agosto 2013
Tags: Água , Consequências da desidratação , Desidratação , Hidratação , Ingestão diária de água
mulher a beber água
  1. A água é essencial para o bom funcionamento de todos os sistemas e órgãos do nosso corpo e tem variadas funções: encarrega-se do transporte de nutrientes para as células e conduz as substâncias tóxicas para fora do corpo; regula a temperatura corporal; participa em reações enzimáticas, entre outras.
     
  2. Uma hidratação adequada melhora o desempenho do sistema cognitivo, nomeadamente a capacidade de concentração e de memória. Muitas vezes, a grande responsável pela fadiga mental e falta de atenção é a desidratação. Mas não é só o sistema cognitivo que beneficia da ingestão de água: a desidratação também perturba o funcionamento dos sistemas renal, respiratório, digestivo e circulatório.
     
  3. Hidratar o organismo assegura que os nossos órgãos funcionam corretamente, o que, por sua vez, acelera o metabolismo e contribui para uma melhor manutenção do peso. E a água não contém açúcar nem calorias!
     
  4. Quando a temperatura aumenta, perdemos mais água através da transpiração, e o mesmo acontece quando praticamos uma atividade física, pelo que as nossas necessidades hídricas aumentam, o que implica uma maior ingestão de água para evitar a desidratação no organismo. O mesmo se aplica durante a gravidez e aleitamento e na presença de doenças que incluam febre, diarreia ou vómitos. 
     
  5. Ao beber água diariamente está a zelar também pela saúde e juventude da pele, melhorando o seu estado de hidratação.

 

Que quantidade de água precisamos para evitar a desidratação?

As nossas necessidades de hidratação diárias estão associadas a fatores como a idade, sexo, profissão, tipo de alimentação, temperatura ambiente, entre outros.

Na Europa, a AESA (Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar) recomenda 2,5L de água por dia para homens adultos e 2L para mulheres adultas, para que não haja desidratação do organismo. Estas recomendações são também aceites pela Direção Geral de Saúde (DGS).

No entanto, se tivermos em conta que aproximadamente 80% desse total deve ser proveniente de água e outras bebidas (chás, infusões, sumos) e os 20% restantes estarão presentes nos alimentos (fruta, saladas, sopa), os homens deverão ingerir diariamente cerca de 2 litros de água diariamente e as mulheres 1,6L.

 

Sabia que...

De acordo com o Instituto de Hidratação e Saúde (IHS), num adulto, o total de água corporal corresponde entre 52 a 66% do peso do corpo, dependendo de fatores como a idade e sexo, entre outros.


Artigos relacionados:

Diarreia em crianças

Hidratação: defenda a pele do frio

Gastroenterite

Disfagia