Hipertrofia benigna da próstata: perguntas mais frequentes (Slideshow)

Esclareça todas as suas dúvidas sobre a hipertrofia benigna da próstata (HBP).
Publicado por: CUF em 28 de Setembro 2015
Tags: hiperplasia benigna da próstata , hipertrofia benigna da próstata , próstata , PSA , urina

Em que consiste a hipertrofia benigna da próstata?

A hipertrofia benigna da próstata (também conhecida por hiperplasia benigna da próstata ou HBP) consiste num aumento de volume desta glândula ao ponto de comprimir a uretra, causando desconforto ao nível da função urinária e alterações na capacidade de armazenamento de urina na bexiga. Qualquer homem pode vir a desenvolver esta doença, embora tenda a surgir em homens de idade mais avançada, com um historial familiar da doença.

Qual é o principal sinal de alarme?

A função urinária é a principal afetada pela hipertrofia benigna da próstata, tendendo a deteriorar-se progressivamente. O controlo urinário é, em grande parte destes casos, caracterizado por um jato urinário mais fraco e hesitante, podendo provocar dor ou desconforto, atingindo algumas vezes a incapacidade para urinar. Pode, além disso, sentir uma necessidade mais frequente de urinar, chegando mesmo a acordar várias vezes durante a noite para o fazer.

Como sei se sofro de hipertrofia benigna da próstata?

A hipertrofia benigna da próstata pode ser de difícil diagnóstico. Se suspeita que pode sofrer desta doença, consulte um médico urologista. Para tirar as dúvidas, este poderá avaliar o seu historial clínico e os sintomas que sente, realizar um exame físico (toque retal) e solicitar que faça análises ao sangue e à urina, bem como outros exames.

Em que consiste o PSA e como baixá-lo?

O PSA (antígeno prostático específico) é uma proteína produzida pela próstata que, em elevadas quantidades, pode ser reveladora ou causadora de alguns problemas associados a este órgão. Para diminuir a sua produção, procure eliminar as gorduras na alimentação, reduzir o consumo de carne e manter um estilo de vida ativo.

O que devo comer para lidar com a doença?

Alimentos como sementes de girassol e de abóbora, óleo de linho, pólen de centeio e outros alimentos ricos em nutrientes como zinco, selénio, vitamina C e E podem ajudar a diminuir os sintomas. Deve também procurar restringir a ingestão de café e de bebidas alcoólicas e limitar o consumo de açúcar.

A hipertrofia benigna da próstata afeta as relações sexuais?

Regra geral, a hipertrofia benigna da próstata não provoca quaisquer alterações nas relações sexuais. Não obstante, podem existir em alguns casos problemas na função sexual, como disfunção erétil e diminuição do desejo, da satisfação sexual e da produção de esperma. Também a medicação utilizada para tratar a doença pode provocar estes efeitos secundários. Caso experimente algum destes sintomas, consulte o seu médico urologista.

Como se trata a hipertrofia benigna da próstata?

Poderão ser prescritos certos fármacos para relaxar os músculos da bexiga ou reduzir o tamanho da próstata. Em alguns casos pode também ser necessária uma intervenção cirúrgica. Existem vários procedimentos: um dos mais comuns consiste na extração de uma parte da próstata, de forma a diminuir a compressão da uretra e eliminar os sintomas.

Como é a recuperação pós-cirurgia?

A recuperação pós-cirurgia depende sempre do tipo de procedimento efetuado. No entanto, a grande maioria das pessoas mantém uma vida perfeitamente normal. Existem, ainda assim, apesar de pouco frequentes, algumas complicações possíveis, como disfunção erétil ou incontinência urinária, pelo que deve sempre procurar o esclarecimento do seu médico urologista, de modo a saber qual o procedimento que melhor se aplica à sua situação.