"Não consigo emagrecer. Será da tiroide?"

Quando se sofre de hipotiroidismo, a quantidade de hormonas que a tiroide produz diminui e o número de quilos na nossa balança sobe. A boa notícia é que é fácil de tratar.
Publicado por: CUF em 11 de Novembro 2019
Tags: tiroide , hipotiroidismo , metabolismo , peso
Excesso de peso e tiroide

A tiroide é uma pequena glândula em forma de borboleta que se encontra à frente da traqueia, na parte anterior do pescoço. Uma das suas principais funções é regular o metabolismo do organismo (o processo que transforma os alimentos em energia) o que influencia todos os sistemas e órgãos do nosso corpo. Quando algo afeta o seu funcionamento, são vários os sintomas que poderá sentir, incluindo oscilações do peso. Fique a saber se poderá ser esta glândula a "culpada" dos seus quilos extra.

 

Hipotiroidismo: quando a tiroide não funciona bem

Quando a tiroide não produz hormonas em quantidade suficiente as nossas funções corporais tornam-se mais lentas - a esta condição dá-se o nome de hipotiroidismo. Embora este problema possa afetar tanto homens como mulheres, é mais comum no sexo feminino, especialmente após os 60 anos.

 

Quais são os sintomas?

Alguns sintomas de hipotiroidismo são semelhantes aos de outros problemas de saúde e desenvolvem-se lentamente pelo que podem passar despercebidos. 

É motivo para falar com o seu médico assistente para avaliar a possibilidade de hipotiroidismo se detetar sintomas como:

  • Cansaço
  • Aumento do peso
  • Depressão
  • Sensibilidade ao frio
  • Pele e cabelo secos
  • Dores musculares

 

Porque é que ocorre um aumento do peso?

A tiroide envia para a nossa corrente sanguínea hormonas que ajudam o metabolismo a funcionar corretamente. Quando não são produzidas na quantidade suficiente, o metabolismo torna-se mais lento, levando o nosso corpo a acumular água e sal, o que provoca inchaço, e a converter menos calorias em energia, deixando-as para que sejam armazenadas sob a forma de gordura. O resultado acaba por ser um pequeno aumento do peso.

 

Em que consiste o diagnóstico

Para confirmar o diagnóstico de um problema na tiroide, o seu médico assistente irá requisitar análises ao sangue. Entre estas irá avaliar os níveis da hormona estimulante da tiroide (TSH), uma hormona que regula o seu funcionamento e os níveis de T3 e T4. Poderão ser necessários exames de imagem - como a ecografia - e biópsias, sobretudo se existirem nódulos na glândula.

 

Tratamento do hipotiroidismo

Não há forma de prevenir uma deficiente produção de hormonas pela tiroide, mas, felizmente, o hipotiroidismo pode ser tratado com sucesso através da toma diária de comprimidos que repõem as hormonas na quantidade adequada. Pode demorar alguns meses até que os níveis hormonais da tiroide normalizem, mas, na maioria das vezes, esta terapêutica é facilmente ajustada pelo médico assistente.

 

Para manter o seu peso sob controlo deve...

Se sofre de hipotiroidismo e o tratamento ajudou a atingir o peso adequado, pode ainda ter alguma dificuldade em manter um peso saudável. A melhor forma de o fazer é focando-se nos aspetos que consegue controlar.

 

1. Praticar exercício com regularidade
O exercício físico é uma boa forma de acelerar o metabolismo, fortalecer os ossos, aumentar a massa muscular, gerir o stress e melhorar a saúde cardíaca. Se a sua prática não faz parte dos seus hábitos, comece com uma caminhada diária e ioga.

 

2. Fazer uma dieta equilibrada
Comer de forma saudável e adequada às suas necessidades é fundamental para que consiga perder peso, além de ser importante para manter a saúde cardíaca, os valores de açúcar e de colesterol, problemas estes que estão muitas vezes associados ao hipotiroidismo.

 

3. Preferir fontes de proteína magra
Às refeições, inclua no seu prato uma porção de peixe, carne de aves, ovos ou leguminosas.

 

4. Apostar nos vegetais
Este grupo de alimentos estabiliza os níveis de açúcar no sangue e é baixo em calorias. Inclua diariamente saladas, legumes crus e sopas na sua alimentação.

 

5. Planear os seus lanches
Abasteça a sua despensa de fruta, frutos secos e iogurte.

 

6. Evitar suplementos alimentares ricos em iodo
Embora exista a ideia de que a toma de suplementos ricos em iodo pode ajudar a curar o hipotiroidismo, estes podem resultar em problemas mais graves a nível da tiroide.

 

7. Aprender a gerir o stress
O stress leva o nosso organismo a produzir cortisol, uma hormona que em grandes quantidades pode interferir com a produção das hormonas tiroideias. Além disso, sabemos que sob stress, muitas vezes optamos por escolhas alimentares pouco equilibradas. Procure evitar os fatores que lhe causam stress ou aprenda a lidar com essas situações.

 

8. Dormir na dose certa
É durante o sono que o corpo faz a sua "reparação" e "manutenção" e o sono de qualidade é essencial à perda de peso e manutenção da saúde em geral.

 

Não cometa este erro!

É comum que, numa tentativa de perder peso, as pessoas façam uma restrição calórica excessiva! Peça conselho sobre a dieta ao seu médico assistente e aos especialistas em endocrinologia e nutrição.