O que dizem as unhas sobre a sua saúde

As suas unhas podem dizer mais sobre a sua saúde do que possa pensar, "dando pistas" de um possível problema. É importante saber identificar essas "pistas" e compreender o seu significado.
Publicado por: CUF em 11 de Junho 2019
Tags: unhas , roer as unhas , unhas quebradiças , unhas amareladas
Problemas nas unhas

Quando estão saudáveis, as unhas são lisas e suaves e têm uma cor uniforme. Contudo, existem casos em que podem "ganhar" uma nova cor (amarelo ou azul) ou forma (ondas) ou até ficar mais quebradiças.

Tendemos muitas vezes a ignorar este tipo de sinais, mas eles podem mesmo indicar que algo não está bem com o seu corpo, incluindo problemas do fígado, pulmões ou até do coração.

 

O que pode significar quando as unhas...

 

Mudam de cor

  • Sem cor: a palidez da unha pode ser sinal de problemas como anemia (deficiência de ferro), doença do fígado, má nutrição ou até insuficiência cardíaca.
  • Brancas: quando estão maioritariamente brancas, com os rebordos mais escuros, existe a possibilidade de problemas a nível do fígado, como hepatite.
  • Amarelas: a infeção fúngica é uma das causas mais comuns. À medida que a infeção piora, o leito ungueal (parte de baixo da unha) pode retrair e as unhas podem ficar mais finas e partir-se. Em casos mais graves, esta coloração pode ser sinal de doença severa da tiroide, doença pulmonar, diabetes ou psoríase.
  • Azuladas: pode significar que o seu corpo não está a receber oxigénio suficiente, o que poderá ter origem num problema ao nível dos pulmões, como enfisema pulmonar (doença em que os alvéolos, onde ocorrem trocas gasosas da respiração, são destruídos, reduzindo os níveis de oxigénio no sangue e dificultando a respiração). Pode também indicar um problema de coração ou de circulação.

 

Mudam de forma

  • Onduladas: quando na superfície da unha surgem ondulações poderá ser uma manifestação precoce de psoríase ou artrite.
  • Curvadas: pode levar anos a desenvolver-se e ter origem numa deficiência de oxigénio que, por sua vez, pode ser causada por doença inflamatória do intestino, doença cardíaca, do fígado ou dos pulmões.
  • Com depressões: as linhas de Beau são depressões transversais na unha e podem ser sinal de má nutrição, sarampo, papeira, escarlatina, doença vascular periférica, pneumonia, diabetes descontrolada ou deficiência de zinco.

 

Tornam-se quebradiças

Unhas secas e frágeis, que se partem facilmente, podem estar associadas a problemas na tiroide ou a psoríase. Quando a estas características está associada uma coloração amarelada, o mais provável é que seja uma infeção fúngica. Contudo, é normal que as unhas se tornem mais frágeis à medida que envelhecemos.

 

Ficam com pele que as rodeia inflamada

Se esta zona estiver vermelha e com inchaço, poderá significar que tem uma inflamação da prega ungueal proximal. Este sinal pode indicar lúpus ou outro problema do tecido conjuntivo.

 

Surgem linhas pretas

Perante este sintoma, deve consultar o seu médico dermatologista com a maior brevidade possível, pois, por vezes, pode ser causado por melanoma, o tipo de cancro da pele mais perigoso. Se for esse o caso, uma deteção precoce permite um tratamento mais simples e eficaz.

 

Estão roídas

Pode ser um velho hábito, mas nalguns casos pode traduzir uma situação de ansiedade que deve ser sujeita a tratamento. O ato de roer as unhas pode também estar associado a um distúrbio obsessivo-compulsivo. Se não consegue parar de o fazer, fale com o seu médico assistente.

 

Têm pintas brancas

Ao aparecimento de manchas ou linhas brancas nas unhas dá-se o nome de leuconíquia. É geralmente inofensiva e causada por pequenos traumas na unha. Especialmente quando acontece de forma prolongada, pode ser o resultado de deficiências nutricionais, infeções, doenças metabólicas, doenças sistémicas ou efeitos secundários de medicamentos.

 

Muitas anomalias das unhas são inofensivas, não indicando obrigatoriamente a presença de um problema de saúde. No entanto, esteja atento e, se observar alterações da forma ou da coloração das suas unhas, fale com o seu médico dermatologista para "despistar" possíveis doenças.