Úlcera gástrica: aprenda a identificá-la

É uma espécie de "ferida" que se desenvolve no revestimento do estômago e que, não sendo tratada, pode evoluir para uma situação mais grave. Saber detetar os seus sinais e sintomas é fundamental.
Publicado por: CUF em 23 de Julho 2019
Tags: úlcera gástrica , estômago , azia , indigestão , dor de barriga
Sintomas de úlcera gástrica

Para conseguir digerir os alimentos, o nosso estômago produz um ácido forte. Como estratégia para evitar que este ácido provoque danos, existe uma camada de muco que reveste as paredes do estômago, protegendo-as. Se, por algum motivo, esta camada se torna ineficaz na proteção do estômago, o ácido pode atingir as suas paredes e provocar "feridas": as úlceras gástricas.

As úlceras gástricas, quando não são tratadas, podem evoluir para problemas mais graves. Para um diagnóstico precoce, aprenda a identificar os sinais e sintomas de modo a mais facilmente relatá-los ao seu médico assistente.

 

Esteja atento!

Sensação de queimadura (ardor) e dor na zona central do abdómen (ou barriga) são os dois sintomas mais comuns de úlcera gástrica. Este tipo de dor pode surgir na zona central do abdómen e "subir" até ao pescoço ou "descer" até à região do umbigo ou em direção às costas. A sua duração varia, podendo ocorrer durante alguns minutos, prolongar-se por algumas horas ou ser persistente. Habitualmente, surge no intervalo das refeições.

No entanto, a úlcera gástrica também pode provocar outros sintomas, como:

  • Indigestão (ou dispepsia, que causa desconforto ou dor na zona do estômago)
  • Azia
  • Perda de apetite
  • Perda de peso
  • Sensação de mal-estar
  • Náuseas e vómitos
  • Eructação (arroto)
  • Inchaço ou distensão abdominal após a ingestão de alimentos mais ricos em gordura

 

Embora menos comum, as úlceras gástricas podem não provocar dor e apenas ser identificadas quando surgem complicações, como hemorragia.

Além disso, os seus sintomas podem ir sofrendo alterações ao longo do tempo, o que os torna difíceis de identificar.

 

Consulte o seu médico assistente se...

Qualquer destes sinais ou sintomas de dor ou mal-estar na região do estômago que persistam mais do que apenas alguns dias devem ser avaliados por um especialista de saúde. Se suspeita de que pode ter uma úlcera gástrica, visite o seu médico assistente.

Dirija-se ao hospital caso ocorram os seguintes sintomas que requerem cuidados urgentes:

  • Vómito persistente
  • Vómito com sangue, que pode ser vermelho vivo ou ter uma coloração castanha escura e uma textura granulosa, semelhante a borras de café
  • Fezes escuras e viscosas, semelhantes a alcatrão
  • Dor repentina e aguda que piora progressivamente, sem conseguir alívio 

Estes podem ser sinais de complicações mais graves, como perfuração de úlcera e hemorragia interna.

 

Como se faz o diagnóstico da úlcera gástrica

Pesquisa de Helicobacter pylori

Caso o seu médico assistente suspeite, com base nos sintomas, da possibilidade de ter uma úlcera gástrica, poderá fazer testes para detetar a presença de infeção por Helicobacter pylori (uma bactéria que infeta e habita o estômago), incluindo:

  • Teste respiratório
  • Análise às fezes
  • Colheita de sangue

Se os resultados forem positivos para a presença desta bactéria, é necessário tratamento  adequado.

 

Exames endoscópicos

O seu médico assistente ou o médico especialista em gastrenterologia poderá também prescrever uma endoscopia digestiva alta - um exame que, através da inserção de um tubo fino com uma câmara pela boca, permite ver o interior do estômago - e detetar uma eventual úlcera. Durante o exame também pode ser recolhida uma amostra de tecido para testar a presença de Helicobacter pylori.

Este exame é realizado no hospital e pode ser efetuado sob sedação, para maior conforto do paciente.