Zinco: pode prevenir constipações?

O zinco parece ter destronado a vitamina C do papel de protagonista na prevenção de constipações
Publicado por: CUF em 25 de Novembro 2014
Tags: constipações , lavar as mãos , suplementos de zinco , vitamina C , zinco
Zinco: pode prevenir constipações?

Uma equipa de investigadores juntou-se com o objetivo de analisar, a partir de 67 estudos realizados, a eficácia de algumas substâncias vulgarmente tomadas para prevenir e tratar constipações. O estudo "Preventing, treating common cold: Nothing to sneeze at" foi divulgado no Canadian Medical Association Journal (CMAJ). Quer saber as principais conclusões?

 

Vitamina C, a desilusão na prevenção de constipações

A popularidade foi conquistada, em 1970, ao concluir-se que era eficaz na prevenção e alívio dos sintomas da constipação devido às suas propriedades antioxidantes. Porém, uma revisão realizada em 2013 pela prestigiada Cochrane apurou que a toma regular de suplementos de vitamina C como medida preventiva não era eficaz na diminuição da incidência de constipações embora pudesse encurtar a duração da doença. Tomar quantidades elevadas de vitamina C está também associado ao aparecimento de diarreia e cólicas.

 

Equinácea, ginseng e outros

Os benefícios da toma de equinácea, ginseng, vitamina D, alho, prática regular de exercício físico e da aplicação de creme/gel à base de cânfora ou eucalipto na zona do peito para prevenir constipações foram considerados "incertos".

 

O que realmente funciona para prevenir constipações

Após a análise dos estudos realizados, os investigadores concluíram que apenas a lavagem regular das mãos e, eventualmente, a toma de suplementos de zinco, eram medidas eficazes para prevenir constipações.

Dois estudos indicavam que as crianças que tomavam diariamente 10/15 mg de sulfato de zinco estavam menos vezes constipadas e eram mais assíduas na escola. Embora estes estudos tivessem apenas crianças como participantes, os responsáveis pela investigação não veem nenhuma razão para que o zinco seja apenas eficaz, como medida de prevenção contra as constipações, no universo infantil.

 

E o que funciona para aliviar os sintomas das constipações?

A toma de substâncias como o ibuprofen e acetaminofeno (paracetamol) foram considerados eficazes para baixar a febre e a dor. A combinação de anti-histamínicos com descongestionantes e/ou analgésicos foi considerada moderadamente eficaz no tratamento de constipações em crianças mais velhas e adultos.

O recurso a antibióticos foi considerado mais suscetível de ser prejudicial do que benéfico, uma vez que mais de 90 por cento das constipações são causadas por vírus e não por bactérias. Além de não tratar a constipação, o uso inadequado de antibióticos promove a resistência à ação destes e destrói a flora intestinal necessária ao bom funcionamento do organismo.

 

Atenção!

Para evitar o contágio, lave regularmente as mãos com sabonete, quando tossir/espirrar coloque o antebraço à frente da boca e use lenços de papel. Evite o contacto próximo com pessoas doentes. Tente ventilar diariamente a sua casa.