Prevencao do cancro do pulmão

Prevenção e Diagnóstico Precoce

 

A prevenção do cancro do pulmão passa fundamentalmente pela adopção de hábitos saudáveis, nomeadamente não fumar e evitar ambientes de fumo. Passa também por estar alerta aos sintomas da doença, devendo consultar o seu médico caso os mesmos se manifestem.

 

No caso de ser um fumador habitual, deverá realizar consulta periódica com o seu médico de família ou um pneumologista, para efectuar um diagnóstico precoce do cancro do pulmão. Normalmente estas consultas chamam-se consulta de desabituação tabágica.

 

Em 2011 ficou estabelecido que a tomografia computadorizada (TAC) de baixa dosagem é um procedimento válido e seguro para fazer rastreio de cancro do pulmão em populações com risco essencialmente baseado na carga tabágica.

 

Os critérios de inclusão num programa de diagnóstico precoce são:

 

idade entre os 55-74 anos, com indicador superior a 30 unidade de maço ano (UMA - calculado pelo nº de maços por dia multiplicado pelo nº anos que o doente fuma) e cessação do tabaco há menos de 15 anos

 

Ou

 

- idade superior a 50 anos, indicador UMA superior a 20 e presença de outros factores de risco:

- doença pulmonar (DPOC, fibrose);

 

- antecedentes familiares de cancro do pulmão;


- exposição ocupacional;


- antecedentes pessoais de cancro.