Tratamento Leucemia

Tratamento

 

Tendo em conta o estadiamento da leucemia linfática crónica, a equipa clínica multidisciplinar avaliará o melhor tratamento a seguir.

 

As opções podem incluir a quimioterapia, imunoterapia e eventualmente a radioterapia.

 

Estadio A ou estadio precoce - a maior parte destes doentes não precisa de tratamento, porque não tem sintomas e a doença não é agressiva e pode nunca vir a necessitar de tratamento. Pode dar-se início ao tratamento quando aparecerem sintomas ou quando as análises mostrarem um aumento do número de linfócitos mais rápido;

 

Estadios B ou C, avançados - o objectivo do tratamento é obter uma normalização do sangue e medula. Isto permite que a medula volte a funcionar normalmente e a produzir células normais. A base do tratamento é a quimioterapia que pode ser associada a imunoterapia com anticorpos monoclonais. Pode fazer-se radioterapia em áreas ganglionares de maiores dimensões. Em casos excecionais pode estar indicado o transplante de medula óssea.