Mieloma Múltiplo

Mieloma Múltiplo

O mieloma múltiplo (também designado simplesmente como mieloma) é um cancro com origem nos plasmócitos da medula óssea.

 

Mutações nos genes dos plasmócitos podem transformá-los em mieloma, e ao contrário dos plasmócitos normais, as células de mieloma produzem novas células que não são necessárias e não morrem quando velhas ou danificadas. As células do mieloma fazem sucessivamente mais cópias de si mesmas.

 

Como resultado, forma-se um grupo de células de mieloma, todas com o mesmo defeito genético.

 

As células de mieloma são plasmócitos doentes mas que ainda produzem imunoglobulinas. Estas imunoglobulinas são ineficazes, são todas iguais chamam-se monoclonais porque têm origem no mesmo clone, acumulam-se no sangue e são eliminadas através da urina. Por isso, num doente com mieloma múltiplo é muito importante a análise ao sangue para encontrar estas imunoglobulinas.

 

Epidemiologia

O mieloma múltiplo é uma doença rara. Em Portugal estima-se que em cada ano surjam cerca de 400 novos casos.