CUF assinala dia Europeu da Enfermagem Oncológica

Enfermagem Oncológica


A 18 de maio sinaliza-se, anualmente, o Dia Europeu da Enfermagem Oncológica, que pretende reconhecer o impacto positivo dos enfermeiros oncologistas na qualidade dos cuidados prestados às pessoas com cancro.

 

Este ano, a Sociedade Europeia de Enfermagem Oncológica foca-se no tema da segurança, quer nos cuidados prestados às pessoas com doença oncológica, quer nas equipas de enfermagem de oncologia.

 

Em março do presente ano discutiu-se, no Parlamento Europeu, a importância da segurança e medidas preventivas nos profissionais de saúde que preparam e administram medicamentos de risco, como os medicamentos citotóxicos - quimioterapia. Alguns estudos evidenciam que os medicamentos citotóxicos, quando mal manuseados pelos profissionais de saúde, nomeadamente enfermeiros, farmacêuticos ou médicos, estão associados a complicações durante a gravidez, como abortos espontâneos ou deformações congénitas, a infertilidade e a outras complicações de saúde. Neste sentido, a Comissão Europeia pretende, brevemente, emitir uma diretiva que proteja os profissionais de saúde deste risco ocupacional. A Sociedade Europeia de Enfermagem Oncológica lança, também, o alerta sobre a necessidade de informação e proteção dos enfermeiros que cuidam de pessoas com cancro e administram este tipo de tratamentos.

 

Para assinalar este dia, a CUF Instituto de Oncologia junta-se à campanha internacional, com a colaboração das suas equipas de enfermeiros de oncologia, presentes nos hospitais CUF. Cada equipa foi fotografada com uma das mensagens criadas pela Sociedade Europeia de Enfermagem Oncológica. O objetivo é recordar a importância da segurança dos profissionais de saúde e dos doentes no processo do tratamento oncológico.

 

A CUF Instituto de Oncologia tem como premissa diária que a segurança e a qualidade dos cuidados sejam critérios fundamentais no percurso de qualquer pessoa com doença oncológica, mas, também, para aqueles que delas cuidam.