Medicina Interna
Medicina Interna

 

A Medicina Interna é a especialidade do diagnóstico, aquela que tem na sua génese o conhecimento aprofundado e científico das doenças.

 

Sendo uma especialidade generalista, a Medicina Interna distingue-se da Medicina Geral e Familiar por ser exclusivamente dedicada a adultos e tendo uma base hospitalar, vocacionada para o doente mais complexo e dedicada a tratamentos não-cirúrgicos.

 

Uma das suas características fundamentais é o facto de não se dedicar a um determinado orgão ou sistema (como é o caso da Cardiologia ou da Endocrinologia) ou a exclusivamente a um determinado tipo de doenças (como é o caso da Oncologia). A Medicina Interna centra-se no doente e o especialista em Medicina Interna (internista) é o perito na abordagem exaustiva de cada doente; daí decorre que seja um médico particularmente apto a lidar com doentes complexos, com múltiplas doenças, com doenças que afectam vários órgãos ou sistemas, assim como com pessoas com doenças raras ou com quadros clínicos difíceis, ainda sem diagnóstico.

 

Assim, o internista apresenta-se como maestro dos cuidados de nível hospitalar de um doente com vários problemas clínicos ou com diagnóstico difícil.

 

Na actividade clínica diária há internistas mais dedicados a determinadas áreas, desde as Doenças Autoimunes, ao Tromboembolismo Venoso, à Insuficiência Cardíaca, à Medicina Obstétrica, à Diabetes, à Hipertensão Arterial, à Hepatologia, às Doenças Renais, entre outras.