Alimente-se contra o stresse (Slideshow)

Os alimentos que devem fazer parte de uma dieta que ajuda a prevenir o stresse e quais deve evitar.
Publicado por: CUF em
Tags: açúcar , alimentação , alimentos , café , chá , hidratos de carbono complexos , hidratos de carbono simples , stresse

1. Aprender a gerir o stresse

Demasiado stresse tem repercussões na nossa saúde e bem-estar, embora o seu impacto varie de indivíduo para indivíduo. A nível geral, existem estratégias que ajudam a prevenir e gerir o stresse, como a prática regular de exercício físico e a forma como nos alimentamos, entre outras.

2. Não fique em jejum mais de 3 horas

As refeições devem ser fracionadas, com intervalos não superiores a 3 horas entre cada uma, o que permite manter os níveis de açúcar no sangue estáveis. Saltar refeições, especialmente o pequeno-almoço, provoca a descida dos níveis de açúcar no sangue, o que por sua vez causa, mau humor, irritabilidade e fadiga. 

3. Alimentação equilibrada e diversificada

Uma dieta saudável e diversificada permite-nos obter as vitaminas, minerais, hidratos de carbono complexos, gorduras essenciais, aminoácidos e água de que necessitamos, ajudando a evitar e a contrariar o impacto do stresse no organismo.

4. Prato colorido

Privilegie a fruta, os vegetais, os hidratos de carbono complexos e não se esqueça de ingerir peixe: o salmão, sardinha, atum, arenque e cavala são exemplos de peixes ricos em ácidos gordos essenciais ómega 3, gorduras saudáveis com efeitos benéficos. 

5. Evite alimentos refinados

Os alimentos refinados (açúcar, bolos, refrigerantes…) pertencem ao grupo dos hidratos de carbono simples e são absorvidos e digeridos rapidamente pela corrente sanguínea, sendo pouco saciantes e causando “picos” de energia. O açúcar não tem vitaminas, minerais ou fibras e o seu consumo em excesso contribui para o desenvolvimento de várias patologias.

6. E prefira os hidratos de carbono complexos

Dentro deste grupo encontram-se os cereais, o arroz, a batata e a massa, assim como o grão, feijão e lentilhas. O organismo absorve e digere os hidratos de carbono complexos com lentidão, dando a sensação de saciedade e mantendo os níveis de açúcar no sangue estáveis.

7. Bebidas

Algumas bebidas têm um efeito estimulante e devem ser ingeridas com moderação – e evitadas em períodos de stresse. Falamos de café, chá e bebidas energéticas. As bebidas alcoólicas também devem ser consumidas com moderação. 

8. Usufrua das refeições

Por último, não se esqueça que a forma como faz as suas refeições também é importante. Coma devagar, sentado/a e sem pressa, sempre que possível em família, e tente usufruir do momento.