Cirurgia Torácica

Pneumotoráx

O pneumotorax consiste na presença de ar na cavidade pleural, ar entre o pulmão e a parede do tórax.

 

Os pulmões permanecem expandidos e encostados, mas não colados, à parede do tórax, havendo um espaço virtual entre o pulmão e a parede.

 

A entrada de ar provoca um aumento da pressão, o que induz ao colapso do pulmão, originando o pneumotorax.

 

O pneumotoráx pode ter várias causas, tais como:

  • Pneumotoráx espontâneo primário – não existe doença aparente.
  • Pneumotoráx espontâneo secundário – devido a doença pulmonar.
  • Pneumotoráx traumático – por contusão ou perfuração da parede torácica, por um traumatismo.
  • Pneumotoráx iatrogénico – relacionado com métodos terapêuticos invasivos.

 

Os principais sintomas são a dor torácica e a dificuldade respiratória (dispneia).

 

Se o tratamento for cirúrgico, irá se proceder à – Drenagem - colocação de um cateter na parede do torax ao nível 4º-5º espaço intercostal, ligado a um reservatório, para a drenagem do ar. Após a pequena cirurgia, há um alivio imediato dos sintoma iniciais, com a saída do ar e a normalização da respiração.

 

Nos casos em que o pneumotórax não foi resolvido com a drenagem inicial e nos casos de pneumotórax recidivado, há indicação para tratamento cirúrgico, sob anestesia geral.