Cólicas no bebé

As cólicas no bebé podem ser assustadoras para os pais mas são perfeitamente naturais. E lembre-se que são também temporárias.
Publicado por: CUF em
Tags: dor , bebé , choro , cólicas , deglutição de ar , massagem , massagens , tensão emocional , trânsito intestinal

O que são as cólicas?

Por norma, as cólicas surgem nos bebés pela terceira semana de vida, manifestando-se por períodos súbitos de choro agudo e persistente, sem causa identificável, em crianças saudáveis. Estes episódios de agitação são mais frequentes ao fim do dia e em primeiros filhos.

 

Qual a causa das cólicas no bebé? 

As cólicas no bebé derivam de uma situação transitória de etiologia multifatorial -deglutição excessiva de ar, imaturidade gastrointestinal e tensão emocional -, que habitualmente se resolve por volta dos três meses de vida do bebé.

 

O que deve fazer caso o seu bebé tenha cólicas? 

É aconselhável uma postura calma dos pais, saber que este choro intenso e inconsolável da criança é considerado normal, devendo apenas proporcionar ao bebé medidas de conforto. Pode ainda colocar o bebé no colo com a barriga para baixo ou massajá-la para aliviar as cólicas.

Em caso de necessidade deve consultar o médico pediatra.

 

Como fazer massagens para aliviar as cólicas no bebé? 

A massagem abdominal realiza-se através de movimentos lentos e ritmados (no sentido do trânsito intestinal). Permite tonificar os músculos, facilita o trânsito/eliminação intestinal e diminui a distensão abdominal atenuando o desconforto e a dor associadas aos episódios de cólicas. Para aliviar as cólicas no bebé e evitar estes episódios, pode realizar a massagem sempre que necessário ou duas a três vezes por dia.

Como fazer a massagem:

  1. Deslize a palma das suas mãos, uma seguida da outra, de cima para baixo e da direita para a esquerda (de frente para o bebé da sua esquerda para a direita). Deve repetir este movimento pelo menos três vezes.
  2. Segure as pernas do bebé pelos tornozelos e, com os joelhos juntos, pressione-os suavemente contra a barriga. Mantenha esta pressão aproximadamente durante cinco segundos. Alivie a pressão exercida e a posição das pernas, esticando-as, e volte a repetir várias vezes.
  3. Segure os tornozelos do bebé e dobre-lhe um joelho sobre o abdómen e endireite-lhe a perna, repita o movimento com a outra perna, como se estivesse a andar de bicicleta lenta e ritmicamente.
  4. Com a mão esquerda desenhe um círculo completo no sentido dos ponteiros do relógio à volta do umbigo, sem levantar a mão da barriga do bebé. Quando a mão esquerda está na região inferior do abdómen, a mão direita desenha um semicírculo (das 9h às 6h) na mesma direção. Faça este movimento várias vezes.
  5. Repita o movimento de dobrar as pernas.

 

Nota importante:

Para que as mãos escorreguem suavemente, sem atrito e sem desconforto, utilize preferencialmente um óleo vegetal (óleo de amêndoas doces, camomila ou semente de uva) ou creme hidratante. Deve aplicá-lo e esfregá-lo nas suas mãos antes de iniciar a massagem.