7 conselhos para o seu filho não engordar (Slideshow)

Já ouviu dizer que crianças obesas vão tornar-se adultos obesos? Segundo pesquisas científicas recentes isto é mesmo verdade e as consequências são graves. Siga estes 7 conselhos.
Publicado por: CUF em
Tags: alimentação saudável , diabetes , exercício físico e crianças , hipertensão , IMC , obesidade infantil , prevenir a obesidade infantil , sedentarismo

1. Dar o exemplo

Para que os filhos adquiram hábitos saudáveis, os pais devem dar o exemplo. Isto é, se querem que os filhos comam salada e fruta à refeição, os pais devem comer também salada e fruta à refeição.

O mesmo se aplica à prática de exercício físico.

2. Refeições em família

É importante que as refeições sejam feitas a horas certas e que a família esteja reunida à mesa. Além de momentos de partilha, as refeições em conjunto são, em geral, sinónimo de escolhas alimentares mais saudáveis - para todos.

3. Pequeno-almoço obrigatório

O pequeno-almoço é considerado a refeição mais importante do dia pois quebra o longo jejum noturno e repõe os níveis energéticos. O pequeno-almoço deve incluir alimentos do grupo dos cereais, laticínios e fruta.

4. Lanches ligeiros

Entre o pequeno-almoço e o almoço a criança deve fazer um lanche (saudável e ligeiro) e o mesmo se aplica ao período entre o almoço e o jantar. A criança não deve estar mais de três horas em jejum.

5. Refeições equilibradas

As refeições principais devem ser variadas mas incluir sempre sopa, peixe ou carne (sem peles e gordura) e vegetais. A criança deve habituar-se a comer uma peça de fruta à sobremesa e a beber água à refeição - os doces e os refrigerantes devem ser reservados para ocasiões especiais.
 

6. A importância do exercício físico

A prática regular de exercício físico promove um peso adequado, ajuda a prevenir várias doenças, tem benefícios a nível psicológico e social e é essencial para contrariar as consequências do sedentarismo associado ao tempo excessivo que a maior parte das crianças passa frente à televisão ou ao computador.

7. Em caso de dúvida, consulte o Pediatra

Por último, as consultas regulares ao Pediatra são essenciais também para monitorizar o peso da criança e para que o médico possa orientar os pais caso exista excesso de peso ou obesidade.

Atenção! Se os pais notarem que o filho aumentou muito de peso, se cansa facilmente ou tem tido dificuldades de integração na escola devem consultar o Pediatra.