Prevenir a depressão pós-parto: 10 Conselhos

O que precisa de saber para que o período depois do parto não se transforme numa fonte de ansiedade.
Publicado por: CUF em
Tags: depressão pós-parto , mãe e bebé , prevenir a depressão pós-parto
mulher com depressão pós-parto com mãos na cabeça

Nos primeiros tempos que se seguem ao nascimento do bebé, é normal que a mãe se sinta cansada, insegura, emotiva ou ansiosa. Mas, geralmente, essas queixas desaparecem decorridas algumas semanas. Já a depressão pós-parto prolonga-se durante meses e é motivo para consultar um especialista.

 

As queixas mais comuns
Os sintomas associados à depressão pós-parto incluem sentimentos de tristeza profunda, «vazio», desesperança, impotência, ausência de prazer em atividades que antes eram apreciadas, falta de apetite e perda de peso ou, pelo contrário, aumento de apetite e de peso. Pode também ser difícil, para a mãe, criar uma ligação com o bebé.

 

Jogue pela antecipação e reforce as suas defesas físicas e emocionais

  1. Faça uma alimentação equilibrada e fracione as refeições ao longo do dia, não estando em jejum mais de 3 horas. Mesmo se não estiver a amamentar, evite bebidas alcoólicas.
  2. Procure incluir alguma atividade física no seu dia, tal como um passeio no parque com o bebé. 
  3. A meditação ou outras técnicas de relaxamento também podem ser úteis.
  4. Não crie expetativas irrealistas. É perfeitamente normal que não consiga levar a cabo todas as tarefas que antes fazia. 
  5. Peça ajuda se precisar – ponha o orgulho de lado. 
  6. Obrigue-se a reservar algum tempo só para si. Peça a alguém da sua confiança que fique a tomar conta do bebé e vá dar um passeio, ver montras ou visitar uma amiga.
  7. Se algo estiver a correr mal, faça um esforço para manter uma atitude positiva.
  8. É importante que o casal tenha alguns momentos a sós – isto é, sem o bebé. 
  9. Não se isole nem guarde só para si aquilo que está a sentir.
  10. Na presença e persistência das queixas acima referidas, vá ao médico. O primeiro passo para se sentir melhor é iniciar o tratamento.

 

Sabia que…
As modificações hormonais que ocorrem depois da gravidez podem estar na origem da depressão pós-parto mas existem também fatores de risco como já se ter tido uma depressão (ou depressão pós-parto), ausência de uma rede de apoio, entre outros