Dermatologia
Dermatologia

Com a mudança de hábitos das pessoas e coincidindo com o agravamento das condições ambientais, a vertente oncológica da dermatologia tem ganho uma grande relevância, traduzida pelo aumento exponencial do melanoma e do cancro de pele não melanoma.

 

Paralelamente, as doenças profissionais ocupam um lugar importante devido à numerosa plêiade de substâncias químicas usadas nas mais variadas profissões. A pele, que é muitas vezes o espelho do “bem estar” de um indivíduo, e a importância da aparência no sucesso profissional, levou a um desenvolvimento enorme da chamada dermatologia cosmética, facilitada pelo aparecimento de tecnologias (lasers, terapêutica fotodinâmica) e outras técnicas que permitem tratar muitas situações sem interferir no dia-a-dia das pessoas.

 

A relação com a Medicina Interna é muitas vezes solicitada devido às numerosas doenças com manifestações cutâneas e na área das doenças infecciosas a sua colaboração é preciosa. 

 

Nos últimos anos, a vertente cirúrgica expandiu-se, levando a dermatologia a ser considerada uma especialidade médico-cirúrgica, com treino e competências novas, fruto das diversas técnicas que passou a dominar (Laser, Terapêutica fotodinâmica, Electrocirurgia, Criocirurgia, Cirurgia Convencional, Mesoterapia, Botox, Pelling).