Prevenção do cancro da pele

Prevenção e Diagnóstico Precoce

 

O número de pessoas com melanoma tem aumentado ano após ano, mas há formas de reduzir o risco de desenvolver a doença.

 

Uma das formas é remover os sinais que não são normais. Verifique os seus sinais com periodicidade e avise o seu médico de qualquer alteração nos mesmos ou na sua pele. Se tiver muitos sinais, deverá consultar um dermatologista regularmente.

 

Um dos factores mais importantes para prevenir o cancro de pele é limitar a sua exposição ao sol.

 

Os pais deverão igualmente garantir que os seus filhos estejam protegidos da radiação UV. Proteger as crianças é muito importante uma vez que as queimaduras solares na infância aumentam consideravelmente o risco de melanoma.

 

Protega a pele usando os seguintes métodos:

 

- Permaneça à sombra – a melhor forma de evitar os raios UV quando estiver ao ar livre;

 

- Vista roupas que protejam a sua pele – roupa de manga comprida, calças e chapéus com abas fazem toda a diferença. Pode encontrar roupas e artigos de desporto confeccionados com materiais desenhados para limitar a exposição à radiação UV;

 

- Use protector solar – com factor protector (SPF) de 30 ou mais. Siga as instruções do rótulo do protector solar. Reforce a aplicação do protector se transpirar ou depois de cada banho. Utilize protector em dias de sol, nublados ou cinzentos, uma vez que os raios UV estão sempre presentes. Lembre-se que a luz solar reflecte na água, por isso tenha cuidados adicionais quando estiver na praia. Não utilize o protector para aumentar o tempo que permanece ao sol. Os raios UV conseguem atingir a pele mesmo quando usamos protector solar;

 

- Utilize óculos de sol – com 99% ou 100% de protecção UV. Este tipo de óculos são os que oferecem maior protecção para os olhos;

 

- Não utilize solários nem lâmpadas UV – este tipo de equipamentos expõem a pele a radiação UV e não são mais seguros que a exposição solar. Adicionalmente, “obter um bronzeado base” no solário não evita as queimaduras solares nem baixa a exposição aos raios UV. Se quiser ter um aspecto bronzeado, utilize produtos como os auto bronzeadores ou sprays de bronzeamento.

 

Detectar um melanoma antes que o mesma cresça dentro da pele é muito importante. O tratamento deverá curar o cancro de pele se detectado nas suas fases iniciais.

 

Tal como outros tipos de cancro, há formas de detectar o melanoma precocemente, tais como:

 

Exame médico regular à pele

Se tem risco de desenvolver melanoma, consulte o seu médico para examinar a sua pele, que procurará qualquer lesão da mesma. O tamanho, formato, cor e textura de qualquer lesão será registado. Sintomas pouco usuais tais como sangrar ou descamar, podem ser sinais de cancro.

 

Adicionalmente ao exame efectuado pelo seu médico, aprenda a examinar a sua própria pele. Em primeiro lugar, aprenda as diferenças entre sinais normais e suspeitos. Os sinais normais apresentam uma cor uniforme, acastanhada ou preta e são inferiores a 5mm. Mantêm-se com o mesmo tamanho, formato e cor durante muitos anos. Um sinal que mude de aspecto é muito importante. Em pessoas mais idosas podem inclusivamente desaparecer.

 

Pelo contrário, o melanoma pode fazer com que os sinais mudem de tamanho, formato ou cor. Comichão, descamação, sangramento, vermelhidão, inchaço e alteração de sensibilidade são também sinais possíveis de melanoma.

 

A regra ABCDE é uma forma fácil de se recordar de como distinguir sinais saudáveis de melanoma.

 

A – Assimetria – metade do sinal não coincide com a outra metade

B – Bordo irregular – as extremidades do sinal são irregulares, sem padrão

C – Cor – a cor do sinal não é uniforme. Pode haver diferentes tonalidades de castanho ou preto, e por vezes avermelhados, azulados ou brancos.

D – Diâmetro – o sinal é maior do que 5mm – o equivalente à ponta de borracha de um lápis. Contudo, existem melanomas inferiores a 5mm.

E – Evolução